quinta-feira, 19 de abril de 2018

Primeiras Impressões - Piano no Mori (2018)


Primeiras Impressões - Piano no Mori (2018)

  Título original: Piano no Mori
Título em inglês: Piano Forest, The Perfect World of Kai
Gênero: Aventura, Música, Comédia, Drama, Escolar, Seinen.
Classificação:  14  
Número de episódios: 12.
  Estreia: 09 de abril de 2018.
Baseado no mangá de mesmo nome.

Mangá
 Piano no Mori

Arte e Roteiro: Makoto Isshiki (Hanada Shounen-shi, Gaki no koro kara).
Revista: Morning, Uppers.
Editora: Kodansha.
Volumes: 26 (Concluído).
Publicação: 05 de agosto de 1998 - 05 de novembro de 2015

Sinopse
Um conto sobre dois meninos de diferentes origens. Kai, nascido como o filho de uma prostituta, que toca no piano abandonado na floresta desde que era muito jovem. E Syuhei, que faz parte de uma família de prestigiados pianistas. No entanto, é o elo comum deles com o piano que acaba entrelaçando seus caminhos na vida.

Expectativas
Expectativas bem baixas. Só assisti pra ver se me surpreenderia ou não.

Minhas Impressões
Péssimo 😭 - Ruim 😠 - Regular 😔 - Bom 😊 - Ótimo 😃 - Obra-Prima 😎

Desenho de Personagens - Ruim 😠
Desenho de Personagens: Sumie Kinoshita (Dantalian no Shoka, Imouto sae Ireba Ii.)

O desenho de personagens é bem ruim. Sério, eu sei que os personagens são baseados no desenho do mangá original, mas olha só o Kai parece um figurante de Yu-Gi-Oh!. O visual dos personagens não é um atrativo nessa série.

Animação - Regular 😔
Estúdio: Fukushima Gainax (Omoi no Kakera)

A animação desse primeiro episódio foi bem fraca. Foi bem estranho quando logo no começo vimos o personagem começar a tocar piano e então animação é mudada de tradicional para computação gráfica. Eu entendi que essa foi a técnica que o estúdio decidiu usar para mostrar as mãos do personagens enquanto tocava as notas. É uma ideia legal, mas a diferença entre estilos é bem perceptível e no final me pergunto se isso era mesmo necessário. Claro que alguns cenários (principalmente da floresta) são lindos, mas a série vai ter que entregar mais para ser lembrada pela animação.

Música - Regular 😔
Música: Harumi Fuuki (Miss Hokusai) 
Encerramento: "Kaeru Basho ga Aru to iu koto" de Aoi Yuuki.
A música que teria um papel de destaque aqui, realmente não passa emoção nenhuma. Talvez conforme a série for sendo exibida talvez fique mais interessante. Mas só colocar músicas tocadas no piano não basta.

Dublagem - Bom 😊
A dublagem foi algo bom na estreia. Não vi nada que me chamasse a atenção, mas eu gostei da dublagem no geral.

Roteiro - Bom 😊
Roteiro:  Mika Abe (Danchi Tomoo) e  Aki Itami (Rainbow Days, Hybrid Child)
O roteiro até que é interessante. Eu não sou um especialista em instrumentos musicais, mas é realmente possível existir um piano ao ar livre que não se deteriora? Acho que não. Mas ver as duas crianças interagindo é legal, e como isso vai continuar durante a série é interessante também. Só espero que o roteiro não fique enrolando tanto como nesse episódio de estreia. O pior pra mim é que não fica claro qual será o principal gênero da série. Drama? Slice of Life? Fantasia? Foi um episódio superficial em termos de roteiro, mas não chega a ser um desastre.

Geral
Direção: Gaku Nakatani.
O diretor é novo e ao ver o episódio isso faz todo o sentido. Não que um diretor novo não possa entregar uma boa estreia, mas as chances de acertar de primeira são menores. O ritmo dos episódios pra mim é o que vai definir essa série no geral. Esse primeiro episódio mostra isso muito bem. Não adianta ter um bom roteiro se a execução é falha.
Resultado Final - Primeiras Impressões
2,2/5,0 – Regular 😔

Novas expectativas?Parte inferior do formulário
Vou assistir os próximos dois episódios e ver se melhora. Infelizmente, sem novas expectativas.

Cenas marcantes:
O Começo com a transição da animação tradicional para a computação grafica.
O professor tocando para o Kai (enquanto ele chora embaixo do piano) e se surpreendendo com a boa audição do menino.
O Shuuhei conhecendo a mãe do Kai e ficando encantado com ela.

Fontes (informação técnica): AniDB / Anime News Network / My Animelist / Baka Updates Manga 

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Primeiras Impressões - Dorei-ku The Animation

Primeiras Impressões - Dorei-ku The Animation
Título original: Dorei-ku The Animation
Gênero: Psicológico, Drama.
Classificação: 17+.
Número de episódios: Não informado.
  Estreia: 13 de abril de 2018.
Baseado no mangá de mesmo nome.

 Mangá
Doreiku - Boku to 23-nin no Dorei
Roteiro: Shinichi Okada (Inou Maze, Weapon Geek)
Arte: Hiroto Ooishi (King Sweets, Snark-gari)
Revista: Action Comics
Editora: Futabasha
Volumes: 10 (Concluído)
Publicação: 12 de dezembro de 2012 - 28 de outubro de 2016

Sinopse
Se você pudesse escravizar qualquer pessoa? Bem, isso chega perto. O SCM permite que você escravize qualquer um que também esteja usando um SCM por um preço. É preciso conquistar o outro, à custa de qualquer coisa, para que o outro se torne seu escravo.

Expectativas
A série me chamou atenção principalmente por causa da sua sinopse. Aparentemente será uma série focada no público adulto.

Minhas Impressões
Péssimo 😭 - Ruim 😠 - Regular 😔 - Bom 😊 - Ótimo 😃 - Obra-Prima 😎

Desenho de Personagens - Bom 😊
Desenho de Personagens: Junji Goto (Highschool DXD, School Days)

O desenho de personagens é baseado no mangá, mas eu achei bom.

Animação - Bom 😊
Estúdio: TNK (Highschool DXD, School Days) e Zero-G (Tsugumomo, Battery)
O primeiro episódio foi bem parado. E fica difícil dizer se com outro estúdio a animação seria melhor. Mas dentro do possível, a animação foi boa.

Música - Regular 😔 
Música: Naoyuki Osada (Ousama Game: The animation)
Abertura: " Karakara na Kokoro (Dried-Up Heart)" de Shogou Sakamoto.
Encerramento: "BJ" de Pile.
A música foi apenas ok, pra não dizer esquecível.

Dublagem - Regular 😔
A dublagem foi bem regular. Também não tivemos grandes momentos no episódio.

Roteiro - Bom 😊
Roteiro: Ryouichi Kuraya (Tsugumomo)
Nesse enfoque tivemos enfoque principalmente em dois núcleos diferentes. Foi um começo bem lento. Acredito que para ambientar melhor a história e seus personagens.

Geral
Direção: Ryouichi Kuraya (Tsugumomo)
A estreia de Dorei-ku The Animation mostrou o teor de história que veremos durante a transmissão da série, mas não empolgou. Eu verei a série pelo menos até o terceiro episódio, mas é mais por acreditar no potencial que ela tem de trazer um anime interessante do que pelo o que me foi mostrado. A série terá que ter disputas interessantes e desenvolver melhor a trama e seus personagens. O que foi mostrado na estreia infelizmente foi pouco.
Resultado Final - Primeiras Impressões
2,6/5,0 – Regular

Cenas marcantes: 
Essa cena foi realmente inesperada, a inteligência da personagem é realmente interessante.
Essa me pegou de surpresa. Eu realmente não esperava ver uma cena de estupro no primeiro episódio. Pra mim foi a cena mais forte da estreia.
Violência gratuita não é algo que eu goste de ver. Mas ver a Lucy se vingando do agressor foi bem legal.

Novas expectativas?
A série tem muito a oferecer, eu acho, afinal não li o mangá original e não faço a menor pra onde o roteiro seguirá. Mas estou na espera pelo próximo episódio.

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Primeiras Impressões - Cutie Honey Universe

Primeiras Impressões - Cutie Honey Universe



  Título original: Cutie Honey Universe

Título em inglês: Cutie Honey Universe






Gênero: Ação, Ficção Cientíca, Comédia, Magia, Romance, Shoujo.
Classificação: 17+

Número de episódios: Não informado.

  Estreia: 08 de abril de 2018.
Baseado no mangá de mesmo nome.

 Mangá
 Cutie Honey
 Arte e Roteiro: Go Nagai (Devilman, Mazinger)
Revista: Weekly Shonen Champion
Editora: Akita Shoten
Volumes: 02 (Concluído)
Publicação: 01 de outubro de 1973 - 01 de abril de 1974




Sinopse
Honey Kisaragi tem a capacidade única de transformar seu corpo em uma ampla gama de disfarces. Depois de um encontro com uma sinistra e secreta organização criminosa, a Panther Claw, Honey tem como sua missão derrotá-los.



Expectativas

Eu não sabia exatamente o que esperar dessa nova série da franquia "Cutie Honey". O que me animou a assistir foi o elenco de dubladores que é muito bom.


Minhas Impressões

Péssimo 😭 - Ruim 😠 - Regular 😑 - Bom 😊 - Ótimo 😃 - Obra-Prima 😎



Desenho de Personagens - Bom 😊

Desenho de Personagens: Shuuichi Iseki (Ryuu no Haisha)




O desenho de personagens é bem interessante porque ele é baseado no mangá original e tem esse visual mais "retrô" com personagens extremamente cartunescos. Ficou interessante.



Animação - Bom 😊

Estúdio: Production Reed (Nijiiro Days)


A animação desse primeiro episódio foi muito bem feita. Desde o cenário até a movimentação dos personagens tudo ficou bonito. Ficou tudo bem colorido e animação ficou bem fluida.

Música - Regular 😑

Música: Masato Nakayama (B-Project) 
Abertura: "Ai ga Nakucha Tatakaenai" de AOP.
Encerramento: "SISTER" de luz.

 


  A música foi apenas ok. Não achei ruim, mas não se destacou.



Dublagem - Obra-Prima 😎



A dublagem como já era de esperar ficou boa. Não tenho do que reclamar. As dubladoras Maaya Sakamoto (Honey Kisaragi) e Atsuko Tanaka (Sister Jill) fizeram um ótimo trabalho nesse episódio.



Roteiro - Regular 😑


Roteiro:  Natsuko Takahashi (07-Ghost, Gakuen Heaven)



O episódio mesmo sendo o primeiro não tenta explicar muita coisa e também não tem uma apresentação de personagens muito detalhada. Na verdade nem parece um episódio de estreia. A série também não tenta, pelo menos nesse primeiro episódio, mudar muita coisa em relação ao mangá original.


Geral
Direção: Akitoshi Yokoyama (Photokano, Marimo no Hana: Saikyou Butouha Shougakusei Densetsu)
Cutie Honey Universe teve um episódio de estreia bem movimentado e mostrou exatamente o que é a franquia. A série de mangá possui muita nudez (principalmente da protagonista) e violência. E esse episódio mostrou que essa nova animação seguirá exatamente essa fórmula. Foi um episódio legal, mas faltou o cuidado de mostrar como é que funciona esse universo e quem são esses personagens mais detalhadamente. Tudo bem, eu entendo que é uma série comemorativa relativo ao 50º aniversário de carreira do mangáka Go Nagai e que a ideia aqui talvez não seja conquistar um novo público. Porém, do jeito que tudo acontece nesse episódio deixa a impressão de ser uma série já em exibição e não uma estreia.

Resultado Final - Primeiras Impressões

3,0/5,0 - Bom 😊

Novas expectativas?

O primeiro episódio até que foi bom apesar de tudo e claro que eu assistirei aos próximos episódios. A parte chata é que estarei assistindo mais por ter lido o mangá do que pela empolgação de ter assistido a esse episódio. Mas quem sabe não melhora?

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Primeiras Impressões - Mahou Shoujo Site

Primeiras Impressões - Mahou Shoujo Site
Título original: Mahou Shoujo Site

Título em inglês: Magical Girl Site
 Gênero: Drama, Terror, Psicológico, Sobrenatural.
Classificação: 17+ 
Número de episódios: 12

Estreia: 07 de abril de 2018
Baseado no mangá de mesmo nome.
 
 Mangá
Mahou Shoujo Site

  Arte e Roteiro: Kentarou Satou (Mahou Shoujo of the End).
Revista: Champion Tap!
Editora: Akita Shoten
Volumes: 09 volumes (em andamento)
Publicação: 11 de julho de 2018 (em andamento)



Sinopse
Aya Asagiri é uma garota do ensino médio que tem problemas tanto na escola com o bullying quanto em casa devido ao abuso físico por parte de seu irmão. Enquanto navega on-line, um site aparece em seu computador com uma pessoa de aparência assustadora. Essa pessoa anuncia que concedeu poderes mágicos a Asagiri.



Expectativas

Eu já conheço o mangá no qual o anime é baseado, então pra mim a escolha de assistir essa série foi bem automática. Eu gosto do mangá e então a minha expectativa é um pouco alta. Só não é maior pelo fato de que o mangá ainda está em publicação.



Minhas Impressões

Péssimo 😭 - Ruim 😠 - Regular 😑 - Bom 😊 - Ótimo 😃 - Obra-Prima 😎



Desenho de Personagens - Ótimo 😃

Desenho de Personagens: Sakae Shibuya (Centaur no Nayami).



O desenho de personagens ficou bem legal. Ele está bem fiel ao desenho original do mangá e não desapontou nesse primeiro episódio.

Animação - Bom 😊

Estúdio: production doA (Gochuumon wa Usagi desu ka??: Dear My Sister)
A animação desse primeiro episódio ficou boa. Eu particularmente gostei dos cenários (chamou a minha atenção) e animação dos personagens estava bem fluída. Mas a animação no geral está bem feita. Claro que não tivemos nenhuma cena que enchesse os olhos nesse episódio, mas isso é mais por conta do roteiro mesmo. Eu espero que tenhamos cenas mais empolgantes nos próximos episódios.



Música - Regular 😑

Música: Keiji Inai (Alderamin on the Sky, Btooom!).
Abertura: "Changing point" de i☆Ris.
Encerramento: "Zenzen Tomodachi" de Haruka Yamazaki.


A abertura e o encerramento não achei ruíns, mas não me empolgaram. Achei tudo muito genérico. A sensação que eu tive ouvindo essas músicas é que eu já as ouvi e isso é um pouco frustrante. Já as músicas de fundo eu nem as notei muito bem. No geral nesse primeiro episódio a música foi regular.


Dublagem - Bom 😊


A dublagem do episódio foi boa, as vozes do elenco escolhido realmente combinam com os personagens.


Roteiro - Bom 😊


Roteiro: Takayo Ikami (Mawaru Penguimdrum, Beautiful Bones -Sakurako's Investigation-)



O anime se limitou a seguir o mangá o máximo que pôde nesse primeiro episódio. Eu confesso que não gosto das cenas mais pesadas envolvendo a protagonista. São cenas tensas e perturbadoras. É horrível ver a Aya sofrendo sem ter a quem recorrer, e a coitada sofre muito. Mas o episódio apesar de ter sido pesado até flui bem e por isso acaba funcionando.

Geral
Direção: Tadahito Matsubayashi (Tokyo Ghoul: Pinto)
O primeiro episódio funciona principalmente para os fãs do mangá original. Eu achei o episódio bem feito. Mas não foi aquela estreia que deixa você super empolgado pelo o que  virá a seguir. A maior meta da série será fazer episódios mais empolgantes e com ganchos melhores.
 Resultado Final - Primeiras Impressões
3,0/5,0 - Bom 😊

 Novas expectativas?

O anime começou bem, principalmente se você já leu o mangá. Acredito que a maior qualidade desse episódio é que ele flui bem. Claro que o que mais vimos nesse episódio foi personagens muito cruéis com a protagonista, muitas lágrimas e sangue, mas o potencial ainda está ali. Agora é aguardar pelos próximos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...